Prefeito de Baixa Grande Dr Heraldo cobra agilidade da Coelba

Após visita de técnico, representantes da construtora responsável pelo empreendimento e prefeitura no loteamento São Mateus, realizada na última quinta-feira (25), o Chefe de Gabinete do Prefeito, Aberlan Costa, que acompanhou a inspeção técnica, informou aos responsáveis pela obra, Beto e o técnico enviado da CEF, Tomás, que o prefeito Dr Heraldo, tem cobrado diariamente a Coelba, suas responsabilidades concernente a viabilização da energia elétrica para o local.
As obras do Loteamento São Matheus foram atestadas pelo técnico responsável pela vistoria que já se encontra 100% de conclusão do ponto de vista técnico, restando apenas às instalações de pontos de energia elétrica para liberação dos imóveis para serem habitados.

O representante do prefeito, disse estar cobrando urgência na parte que cabe à Coelba por meio de ofícios e reuniões. Ele esclarece ainda que; “o prefeito Heraldo está trabalhando para entregar as casas o mais rápido possível aos beneficiários.”

À administração de Dr Heraldo, que tem como lema o social para todos, adotou um slogan que melhor traduz os sentimentos de tos. “Prefeitura Municipal de Baixa Grande, Minha Cidade, Meu Futuro”.
“Estamos ansiosos, mas ao mesmo tempo muito felizes por ver se concretizando os sonhos de nossa gente mais carente, o de ter seu cantinho para morar.” Afirmou emocionada a secretária de finanças, Elieide Borges.
Já para Clarivaldo Pessoa, CEO-Jornal e Site Conexão Baiana Notícias, a concretização da obra significa o fim de um calvário vivido pelos beneficiários do programa. “Nós estivemos acompanhando com dor e angústia o processo de construção deste loteamento, tudo porque o antigo gestor municipal, não cumpria com as responsabilidades que cabia a prefeitura, como realização de contra partida do município.” “O pt seus antigos gestores, quiseram transformar a obra em marco eleitoreiro, mas aprouve Deus, a conclusão chegar pelas mãos de Dr Heraldo e a secretária de Finanças que mesmo com a necessidade de austeridade por conta da crise instalada no País pelo pt e seus puxadinhos, foi sensível a necessidade básica garantida pela Constituição Federal, não  liberando recursos para conclusão da obra, e concretização de sonhos.”

Fonte: ASCOM – Baixa Grande-BA

CB Notícias, em um segundo tudo pode mudar!