Descasos do governador Rui Costa do PT com a saúde leva mais pessoa a morte por falta de regulação

No início da manhã, familiares de Luana fecharam a pista de acesso à comunidade de Itapicuru, onde está localizada a Jacobina Mineração de Comércio (JMC), em reivindicação pela sua transferência para Salvador, porém o ato nã o trouxe o resultado esperado.

Luana morava no distrito de Itaitu, e deixa um filho de 8 anos. A família relata indignação com os critérios utilizados pelo Sistema de Regulação do Governo do Estado, pois esperava por uma vaga em um hospital especializado desde o último domingo, 16. Por conta do agravamento em seu quadro de saúde, a mesma precisava, com extrema urgência, ser transferida para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Ela era portadora de uma doença renal crônica e fazia tratamento de hemodiálise. Luana havia feito uma cirurgia há seis anos, para correção de um problema em válvula cardíaca. Apesar de todos os esforços da família, e do engajamento da comunidade jacobinense para salvá-la, a mãe de um filho ainda criança não resistiu e, na manhã de hoje, deixa sua família em luto.

Fonte: Jacobina Notícias